Educação

RExLab forma as primeiras turmas das oficinas de Introdução…

Com o objetivo de despertar nos alunos maior interesse nas disciplinas das ciências exatas, o Laboratório de Experimentação Remota (RExLab), da UFSC Campus Araranguá, promoveu Oficinas de Introdução a Eletrônica e Robótica em três escolas da região sul de Santa Catarina, o Colégio Éthicos e as Escolas Estaduais de Educação Básica Professora Maria Garcia Pessi e Apolônio Ireno Cardoso, de Araranguá e Balneário Arroio do Silva.

“Para o desenvolvimento das oficinas, o RExLab disponibilizou kits de eletrônica para que o ensino da eletrônica básica e robótica pudesse ocorrer de maneira prática, suprindo um pouco a escassez de laboratórios para práticas nas escolas”, acrescenta Karmel Nardi, colaboradora do projeto.

As oficinas de eletrônica e robótica foram oferecidas durante a tarde, para que os estudantes que estudam durante a manhã e a noite, pudessem fazer parte do projeto que promove a inclusão digital em escolas de rede pública a partir da integração de tecnologias inovadoras de baixo custo no ensino das ciências naturais e exatas, desenvolvido desde 2008 pelo RExLab.

A cerimônia de conclusão das oficinas aconteceu na última quarta-feira, 08, na Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Araranguá, no bairro Mato Alto. Os alunos tiveram a oportunidade de estarem integrados ao ambiente universitário, conhecendo pessoalmente o RExLab e seus experimentos remotos, além de participarem de uma confraternização e receberem seus certificados de participação. Estiveram presentes professores, coordenadores e pais.

Notícias

Sessão de autógrafos com a escritora Priscila Gonsales

Não perca! hoje, Sessão de autógrafos com a escritora Priscila Gonsales, cofundadora do Instituto Educadigital, autora da obra “Como Implementar uma Política de Educação Aberta e de Recursos Educacionais Abertos”

Local: UFSC – Campus Araranguá – Unidade Jardim das Avenidas

Resumo:  O Guia Como Implementar uma Política de Educação Aberta e de Recursos Educacionais Abertos integra a Iniciativa Educação Aberta, parceria entre o Instituto Educadigital e a Cátedra UNESCO de Educação Aberta (NIED/Unicamp) e tem por objetivo orientar gestores de organizações públicas e privadas a planejar, implementar e acompanhar a evolução de uma política de Educação Aberta. Educação Aberta é compreendida como um movimento histórico que hoje combina a tradição de partilha de boas ideias entre educadores com a cultura digital baseada em colaboração e interatividade. Promove a liberdade de usar, alterar, combinar e redistribuir recursos educacionais, priorizando tecnologias abertas. O conceito envolve também princípios relacionados a práticas pedagógicas abertas, com enfoque em inclusão, acessibilidade, equidade e ubiquidade. A publicação foi financiada pelo Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br) e a editora Cereja é parceira na venda e distribuição.

Notícias

RExLab na Semana da Arte Ciência e Tecnologia da…

O RExlab participou da  1ª Semana de Arte, Ciência e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), que foi realizada entre os dias 23 e 27 de outubro, apresentando como tema “Matemática está em tudo: integrar para construir”. O evento contou com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O objetivo da semana foi estimular a curiosidade e motivar a comunidade a discutir as implicações sociais da Ciência, aprofundando seus conhecimentos científicos e tecnológicos, de modo a fortalecer o vínculo entre a Universidade e a população e em particular, com os professores e estudantes da Escola Básica para a busca da melhoria na qualidade do ensino para o estado do Amazonas.

A programação da Semana contemplou um conjunto de atividades que propiciaram à  população a percepção das inúmeras aplicações que a conhecida “ciência da ciência” pode proporcionar. Sendo assim, vários eventos estiveram incorporados à Semana, dos quais destacamos o V Desvendando as Ciências Forenses: a Perícia, o Meio Ambiente e os Números; a II MidiArte – Maratona Interdisciplinar de Arte; a Semana da Química; o Projeto Cosmos; a Semana da Física; a Semana da Geologia e o 1º Festival de Inovação e Criatividade do Amazonas.

De acordo com a coordenadora geral do evento, Profª. Drª. Marisa Almeida Cavalcante, “a semana busca propiciar que a população possa aprender de modo divertido e descontraído em espaços absolutamente integradores com exposições interativas de diversas áreas do conhecimento. A semana é um modo descontraído e gostoso de construir conhecimento”.

Site do evento: https://senacite.wixsite.com/ufam

Notícias

Abertas as inscrições para o Workshop Integrador de Inovação…

Acontecerá na UFSC, campus Araranguá, unidade do bairro Jardim das Avenidas, nos dias 07 e 08 de Novembro, o III WITE – Workshop Integrador de Inovação e Tecnologias na Educação que tem como objetivo incentivar a integração de tecnologias no ensino e aprendizagem, partindo do princípio de que o professor deve atuar como agente principal neste processo.

O evento é uma iniciativa do programa InTecEdu, desenvolvido pelo Laboratório de Experimentação Remota (RExLab) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

O evento abordará os seguintes temas, a inserção de tecnologias no currículo, ambientes virtuais de aprendizagem e dispositivos móveis na educação. As inscrições para a submissão de relatos de experiência para professores da educação básica já está aberta e pode ser feita através do site do evento (https://wite.rexlab.ufsc.br/)

O cronograma do evento que contará com a palestrante Pricila Gonsales que é Co fundadora do Instituto Educadigital, atua na área de educação e cultura digital desde 2001, foi coordenadora do Programa Educarede no CENPEC. É consultora especialista da pesquisa TIC Educação do CETIC.br. Em 2012 integrou o comitê brasileiro no Congresso Internacional sobre Recursos Educacionais Abertos da Unesco, em Paris.

E com a professora da Faculdade de Educação e colaboradora dos Programas de Pós Graduação em Educação e Engenharia Elétrica, Elise Barbosa Mendes, que tem experiências em pesquisas na área de educação e informática, em temas como: currículo integrado às tecnologias computacionais, desenvolvimento de software educacional.

Notícias

Oficinas de eletrônica básica nas escolas públicas

A partir do dia 27 de Setembro, o RExLab passou a oferecer oficinas gratuitas de eletrônica básica para os estudantes do ensino médio da Escola de Educação Básica Apolônio Ireno Cardoso, localizada no município de Balneário Arroio do Silva, litoral sul de Santa Catarina. As oficinas, que já vinham sendo promovidas em escolas de Araranguá, cidade vizinha, começaram a ser estendidas para outras escolas públicas do sul do estado.

As oficinas de eletrônica básica são oferecidas durante a tarde, para que os estudantes que estudam durante a manhã e a noite, possam fazer parte do projeto que promove a inclusão digital em escolas de rede pública a partir da integração de tecnologias inovadoras de baixo custo no ensino das ciências naturais e exatas, desenvolvido desde 2008 pelo RExLab.

O projeto procura fomentar a aprendizagem de disciplinas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), a fim de incentivar novos ingressos em cursos superiores e formação de profissionais nas áreas de ciências naturais e exatas, que sofrem com a falta de profissionais qualificados no mercado de trabalho.

Notícias

Cacique Guarani visita RExLab

O RExLab, na UFSC Campus Araranguá, teve a honra de receber o Cacique da aldeia Tekoá Guapo´ý Porã, também conhecida por Nhu Porã, dos índios M’byá Guarani, na última quinta-feira, dia 5 de Outubro. O encontro especial foi de troca de informações e experiências entre o coordenador do RExLab, o Prof. Dr. Juarez Bento da Silva e o Cacique Mario, para a implementação do projeto InTecEdu, na aldeia.

Um encontro histórico do Cacique Guarani M´byá Mario com Prof. Dr. Juarez Bento da Silva

O projeto envolve estratégias para a integração de tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem. As ações do projeto estão estruturadas em dois eixos: capacitação docente e integração de tecnologias nas atividades didáticas acessados por dispositivos móveis. O programa é financiado pelo CNPq e Ministério da Educação. A implementação do projeto InTecEdu na aldeia Nhu Porã, será algo inédito, pois a implementação já existe em escolas da rede pública de Santa Catarina, mas em aldeias indígenas nunca ocorreu. As atividades interativas educacionais acontecerão na língua portuguesa e em tupi-guarani.

Segundo o Cacique Mario, cerca de 130 pessoas residem na reserva indígena. Impressionado com a recepção, tecnologia a sua disposição e emocionado, o Cacique disse que quer a melhor educação possível para as suas crianças. Uma equipe multidisciplinar está sendo formada pela coordenação do RExLab, que contará com colaboradores das tecnologias de informação, engenharia, comunicação, psicologia dentre outros. A fase de estudos para a implementação do projeto deve ocorrer a partir de Novembro deste ano e tem a participação do IFSC – Instituto Federal de Santa Catarina, campus Araranguá.

Notícias

RExLab apresenta projetos no Congresso Brasileiro de Educação em…

O 45º COBENGE (Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia) vem nos últimos anos debatendo filosofias e paradigmas do processo de ensino e aprendizagem de Engenharia e Tecnologia. A Engenharia é uma área intimamente ligada à atualização contínua e à busca por inovações. Quer-se então inovar também na forma de transmissão e criação do conhecimento. O evento aconteceu em Joinville, entre 26 e 29 de Setembro de 2017.

A proposta do congresso este ano, foi tratar do processo educacional em engenharia com o olhar da inovação. Dentro deste contexto, o RExLab esteve presente com os projetos Erasmus e Visir que foram apresentados na segunda plenária do congresso, na manhã desta quarta-feira. Ambas as iniciativas são exemplos de inovações voltadas para o ensino de engenharia.

O evento contou com a presença especial do Professor Mario Neto Borges, presidente do CNPq, do Engenheiro Aeronáutico Ozires Silva, que foi ministro da Infra Estrutura e ministro das Comunicações do Brasil, fundador da Embraer  e ex presidente da Petrobras e a Varig.

Leia também:

– Projeto Visir – https://goo.gl/Ev4NDv
– Prof. Ingvar Gustaffsson – https://goo.gl/1CGu71
Foto no COBENGE: Mauro Artur Schlieck

Notícias

Prof. Dr. Ingvar Gustavsson morre, aos 74 anos, na…

O pesquisador colaborava com o RExLab, através do projeto VISIR, em parceria com Instituto Superior de Engenharia (ISEP) do Instituto Politécnico do Porto (IPP) e com participação do Programa Erasmus.


Carreira

Ingvar Gustavsson nasceu em Karlskrona, na Suécia, em 1943. Após completar o serviço militar em 1968, trabalhou como engenheiro de desenvolvimento no Jungner Instrument AB em Estocolmo. Em 1970, se juntou ao projeto de visão por computador SYDAT no Instrumentation Laboratory, KTH. Em 1982, foi nomeado Chefe do Laboratório de Instrumentação. Juntamente com outro cientista de pesquisa, fundou uma empresa privada que fornece sistemas automáticos de inspeção para clientes industriais em 1983. Em 1994, retornou ao mundo acadêmico para assumir sua atual posição de Professor Associado de Tecnologia de Eletrônica e Medição no Blekinge Institute of Technology (BTH) , Suécia. Os seus interesses de pesquisa foram nas áreas de instrumentação, laboratórios remotos, eletrônicos industriais e ensino a distância. O Prof. Gustavsson, foi co-presidente do Conselho Consultivo Científico da Associação Internacional de Engenharia Online (IAOE) e foi membro do Conselho Editorial da Revista Internacional de Engenharia Online.


Projeto VISIR & RExLab

O Prof. Dr. Ingvar, foi fundador do VISIR, um projeto que tem como objetivo ampliar a área de Engenharia Elétrica e Eletrônica com melhores definições, desenvolvimentos e avaliações de um conjunto de módulos educacionais que incluam experiências práticas, virtuais e remotas, com o suporte do laboratório remoto VISIR (Virtual Instruments Systems In Reality). A natureza de cada experiência (hands-on, virtual, real-remote) tem um impacto na percepção dos alunos sobre o comportamento dos circuitos, sendo, portanto, obrigatório para entender como esses diferentes objetos de aprendizagem podem ser organizados juntos para permitir a compreensão e aumentar suas habilidades baseadas em laboratório. Esta é a preocupação da metodologia de ensino e aprendizagem, favorecendo, em particular, a autonomia dos alunos para descobrir como funcionam os circuitos, através de uma abordagem baseada na pesquisa.

O projeto VISIR reúne o poder do melhor laboratório remoto para experiências com circuitos elétricos e eletrônicos e possui longa história de colaboração entre os parceiros do consórcio da Argentina, Áustria, Brasil, Portugal, Espanha e Suécia.

Foi colaborador direto do RExLab, através do projeto VISIR + que contempla a instalação e utilização de laboratórios remotos VISIR em universidades do Brasil e Argentina em parceria com universidades de Portugal, Espanha, Áustria e Suécia. O projeto é coordenado pelo Instituto Superior de Engenharia (ISEP) do Instituto Politécnico do Porto (IPP), e financiado pelo Programa Erasmus + da Comissão Europeia.

Notícias

GT-MRE recebe o Prêmio GOLC 2017 de melhor laboratório…

O Grupo de Trabalho em Experimentação Remota Móvel (GT-MRE), projeto desenvolvido pelo RExLab desde 2014, recebeu o prêmio GOLC 2017 de melhor laboratório controlado remotamente. O prêmio é concedido anualmente pelo consórcio GOLC (Global Online Laboratory Consortium), entidade formada por universidades como MIT, Universidade de Queensland e Universidade do Porto.

O prêmio foi entregue durante a conferência REV 2017 (14th International Conference on Remote Engineering and Virtual Instrumentation), em Nova Iorque, e recebido pelo Prof.  Ignacio Angulo, da Universidad de Deusto, instituição parceira do RExLab.

O projeto GT-MRE é pela financiado pela Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Notícias

Aula Magna do primeiro curso superior do IFSC Campus…

 

Nesta quinta, 09 de fevereiro, o professor João Bosco da Mota Alves ministrou uma Aula Magna ao curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Campus Tubarão do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).  O curso é o primeiro de nível superior no Campus, e o único curso superior federal na região da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel).

A aula sobre Teoria Geral de Sistemas tratou sobre a importância da interdisciplinaridade, e da relação do ambiente acadêmico com a sociedade. O professor ressaltou ainda a importância do processo de interiorização das intituições federais de ensino, que oportuniza formação pública de excelência fora dos grandes centros.

Com informações IFSC Tubarão.